Desafio

Desafio das 10 mil calorias

E se você comesse 10 mil calorias em 1 dia e tentasse queimar todas elas no dia seguinte? Veja o VÍDEO abaixo para saber o que aconteceria! 

Não sei se todo mundo sabe, mas é muito mais fácil ingerir calorias do que gastar. Não acredita? Para queimar 2 fatias de pizza você precisa correr por 30 minutos, em um pace de 6km/h (que provavelmente mataria a maior parte da galera). 

Mas qual seria o real problema em comer 10 mil calorias de coisa que “não presta”? E seria possível reverter o efeito de uma alimentação ruim com muito treino? 

Para descobrir isso, me coloquei em um desafio que NÃO recomendo a ninguém. Comer 10 mil calorias em um dia (essa parte foi mais fácil) e tentar queimar essas mesmas 10 mil calorias no outro dia. 

Eu, mim mesmo e a comida

Para abrir o café da manhã, às 6:32 AM, fiz algo que é uma combinação dos deuses: 5 ovos com um saco inteiro de pães de queijo. Se você nunca tentou essa mistura não sabe o que está perdendo. 

Duas horas depois, um açaí grande com paçoca, granola e pasta de amendoim. 

No almoço, nhoque de batata doce, filé de frango, suco de uva com cacau e mais um açaí com banana e mel. 

Após 3 horas, tinha mais uma refeição me chamando. Desta vez, me permite uma combinação mais arriscada. Quatro queijos quentes com suco de abacaxi com hortelã e uma barra de chocolate. 

Para o jantar, resolvi comer uma massa com mozarela de búfala e polpetones. Para beber, suco de abacaxi denovo. 

Antes de dormir, um pote de sorvete “Fish Food” da B&J com M&Ms :)

Acordei obviamente com uma ressaca moral. Sério! Do mesmo jeito que pessoas ficam deprimidas quando bebem, eu fico quando como coisas “ruins”. 

Mas isso eram águas passadas e estavam prestes a serem evaporadas! 

A ideia no dia seguinte era chegar em 10 mil calorias queimadas com muito exercício. Simples. Coloquei um polar no peito e só iria desligar assim que a maratona de treinos acabasse. 

Maratona de exercícios

Para você não achar que a palavra "maratona" está sendo usada em exagero, segue em detalhe como o dia foi dividido. 

7 às 7:30

Corrida na areia de 5 km 

7:30 às 8 

Wod na praia: 1 km de burpees com salto

8 às 9 

Banho (necessário, mas como vocês viram no vídeo foi só uma ducha:) 

9 às 9:30 

“Annie”

50/40/30/20/10 

Double unders e sit-ups

10 às 12 

Aulão Barrinha (fui ajudante em uma aula) 

12 às 14 

Wod da Barrinha em trio 

2.200 m de corrida (6 flexões após cada corrida de 100 metros) 
8.000 m de remo (6 burpees após cada 10 cals) 
400 cals bike (12 agachamentos após cada 15 cals) 

14 às 16 

Almoço e descanso 

16 às 17:30 

“Murph”

1.600 m de corrida
100 barras
200 flexões
300 agachamentos
1.600 m de corrida

17:30 às 18:00 

Descanso (somos humanos e precisávamos dar aquela relaxada) 

18 às 19 

5 RFT 

5 ring muscle up
10 HSPU
10 burpee box jumps (caixa mais alta) 

19 às 19:30 

Corrida 5 km na orla 

Fim?

Desnecessário dizer que não atingi às 10 mil calorias e meu corpo simplesmente resolveu desligar com quase 7 mil.

Entenda, é impossível reverter os efeitos de uma alimentação “pobre” em nutrientes e minerais mesmo que você treine o dia inteiro como no vídeo e faça diariamente tudo que fiz (sei que isso é impossível por sinal). Qualquer loucura não será suficiente para reverter uma dieta ruim.

E não venha me dizer que você não come tanto quanto eu como. Lembre-se que um açaí de 500 gramas, que a maioria dos lugares vende, ou seja cheio de xarope, junto à sua granola, tem em média 1.000 calorias.

É fácil não se atentar ao que comemos. Ainda mais difícil é esquecer que necessitamos de uma balanço adequado entre nossos macronutrientes: carbo, proteína e gordura.

Moral deste dia de loucos: alimentem-se com comida de verdade. Ache um equilíbrio entre alimentação saudável e pequenos prazeres que você deve se permitir às vezes. Treine diariamente sem excessos e esteja rodeado daqueles que ama.

Seguindo isso você vai entender que a fórmula mágica que você tanto procure é muito do mesmo todos os dias daqui para a frente!